Quarta Revolução Industrial

Quarta Revolução Industrial | Entenda sobre o futuro de sua profissão

Mais uma revolução tecnológica que irá alterar a forma como vivemos, trabalhamos e nos comunicamos uns com os outros. A Quarta Revolução Industrial, em escala, e complexidade, será diferente de tudo o que a humanidade experimentou até agora. Ainda não sabemos exatamente como isso vai acontecer, mas uma coisa é certa: a resposta a ela deve ser integrada e abrangente, envolvendo todos os atores da política global, desde os setores público e privado até a academia e a sociedade civil.

Quarta revolução industrial e uma síntese sobre as revoluções anteriores

A primeira revolução Industrial usou água e vapor para mecanizar a produção. A segunda usou energia elétrica para criar a produção em massa. A terceira usou eletrônica e tecnologia da informação para automatizar a produção. Agora, uma quarta revolução industrial está se construindo sobre a terceira, e caracteriza-se por ser uma fusão de tecnologias que está riscando as linhas das fronteiras entre as esferas física, digital e biológica.

A velocidade dos avanços tecnológicos atuais não tem precedentes históricos. Quando comparada com as revoluções industriais anteriores, a quarta revolução industrial está evoluindo em um ritmo exponencial e não linear. E a amplitude e profundidade dessas mudanças anunciam a transformação de sistemas inteiros de produção, gestão e governança.

As possibilidades de bilhões de pessoas, conectadas por dispositivos móveis, com poder de processamento, capacidade de armazenamento e acesso ao conhecimento sem precedentes, são ilimitadas. E essas possibilidades, já inúmeras, serão ainda mais multiplicadas por avanços tecnológicos emergentes em campos como inteligência artificial, robótica, veículos autônomos, impressão 3D, nanotecnologia, biotecnologia, armazenamento de energia e computação quântica.

O impacto da Quarta Revolução Industrial na vida das pessoas

A quarta revolução industrial, finalmente, mudará não apenas o que fazemos, mas também quem somos. Afetará nossa identidade e todas as questões associadas a ela: nosso senso de privacidade, nossas noções de propriedade, nossos padrões de consumo, o tempo que dedicamos ao trabalho e ao lazer e como desenvolvemos nossas carreiras, cultivamos nossas habilidades, conhecemos pessoas e cultivamos relacionamentos.

Leia também: Metaverso – Um mundo real no virtual

Um dos maiores desafios individuais das novas tecnologias da informação é a privacidade. 

O rastreamento e o compartilhamento de informações sobre nós são uma parte crucial da nova conectividade. Debates sobre questões fundamentais, como o impacto em nossas vidas e perda de controle sobre nossos dados, serão intensificados nos próximos anos. 

As mudanças no trabalho com a Quarta Revolução Industrial

“Mudança” é uma palavra que acompanha o surgimento da quarta revolução industrial. 

Inclusive, a mudança pode até já estar acelerada, afinal, a tecnologia está evoluindo a uma velocidade diferente de tudo que já foi visto antes. O mundo está recebendo smartphones e computadores de alto desempenho, internet rápida e variadas maneiras de entretenimento. 

O problema é que também está havendo um tremendo impacto na maneira como vivemos e como nossa sociedade funciona. Isso levanta muitas questões sérias sobre o nosso futuro. Como será nossa vida? Quais habilidades serão as mais valiosas? Os robôs estão vindo para roubar nossos empregos?

Com um mercado de trabalho em mudança, também veremos muitas mudanças de papéis no local de trabalho

Para se adaptar à quarta revolução industrial no ambiente do trabalho, o segredo é um só: desenvolver habilidades diferentes.

É pensando que aumente o número de empregos digitais, ou seja, todos aqueles que lidam diretamente com a tecnologia e suas vertentes, como analistas de dados, desenvolvedores de software, gerentes de comércio eletrônico e especialistas em mídia social. Infelizmente (ou felizmente, depende do ponto de vista), isso também significa que haverá uma maior demanda por habilidades necessárias da parte do trabalhador que vão além daquelas que ele realmente domina. 

Haverá três maneiras de as empresas lidarem com isso: contratar novos trabalhadores que dominem essas habilidades, automatizar determinadas tarefas ou treinar os funcionários atuais.

O que será preciso para se manter competitivo no mercado de trabalho no cenário da quarta revolução industrial

Uma das coisas mais importantes a fazer para se manter competitivo no cenário da quarta revolução industrial será a requalificação, que significa aprender as habilidades necessárias para funcionar em uma empresa moderna.

Boa parte dos trabalhadores precisarão de uma quantidade significativa de requalificação, concentrada em um conjunto de habilidades que devem incluir áreas como pensamento analítico, inovação, design de tecnologia e programação, todos refletindo a crescente demanda por proficiência em tecnologia. 

Ao mesmo tempo, habilidades tradicionalmente humanas, como criatividade, originalidade e pensamento crítico também manterão ou aumentarão seu valor.

Há um lado positivo em tudo isso: as perspectivas de empregos parecem muito boas. Em todos os setores, haverá novas funções, enquanto as funções em declínio diminuirão.

Portanto, embora as mudanças sejam sempre constantes e o futuro esteja chegando rapidamente, mesmo que para uns possa parecer assustador, não precisamos ter medo disso, e ainda dá para dizer sem riscos algum: seja muito bem-vinda, quarta revolução industrial!

Você pode deixar o seu ponto de vista sobre a quarta revolução industrial nos comentários deste texto.

Tags: No tags

Comments are closed.